Código Sindical SINTTEASP

914.000.00026536-4

Atendimento:

De segunda a quarta-feira das 9h as 11h30m, sexta-feira atendimento se encerra as 16h
(11) 3107-2886
(11) 2289-1137
Contato WhatsApp
(11) 984510-9925

Atendimento

De segunda a quarta-feira das 9h as 11h30m, sexta-feira atendimento se encerra as 16h
(11) 3107-2886
(11) 2289-1137
Contato WhatsApp
(11) 984510-9925

Hoje17
Ontem0
Nesta Semana17
Neste Mês1276
Total125894

Temos 4 visitantes e 0 membros em linha

As assinaturas serão aceitas até 10/12/2021 o abaixo assinado, deve ser enviado por correios os entregue pessoalmente o original.

Endereço: Rua Roberto Simonsen 72/78 cep: 01017-020
Para mais informações entre em contato tel: 11 2289-1137

Download Abaixo Assinado

Atendimento:

Mogi e Guarulhos a partir do dia 07/06.
Demais localidades a partir do dia 20/06.

NOTA DO SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TRANSPORTE ESCOLAR DE SÃO PAULO E REGIÃO

Na qualidade de maior entidade de representação sindical dos trabalhadores do transporte escolar da América Latina, nos solidarizamos com a manifestação do setor de transporte escolar de Santo André, realizado em 08 de março de 2021, o nosso setor é formado por empregados, autônomos e empresários, que desde de março de 2020 estão lutando para sobreviver, como a maioria dos brasileiros, a maioria dos empregados foram demitidos, os autônomos não tiverem um apoio, muitos nem conseguiram o auxilio emergencial e os empresários estão a 12 meses sem emitir notas de faturamento. Infelizmente nosso setor não teve um tratamento adequado pelos governos Federal, Estadual e em muitos municípios, por isso apoiamos a manifestação.


Alexandre Gerolamo de Almeida
Diretor Presidente do SINTTEASP

Comunicado

A orientação do Sindicato é que todos os trabalhadores devem receber o valor integral, mesmo àqueles que tiveram redução da jornada e do salário, como àqueles que tiveram a suspensão do contrato de trabalho.

A orientação do Sindicato segue, portanto, a maioria dos acordos coletivos negociados entre a entidade e as empresas, com a aprovação em assembleia dos trabalhadores. E ganha peso com a recomendação do MPT (Ministério Público do Trabalho), publicada em 20 de outubro, que orienta: “Efetuar o pagamento integral do valor do 13º salário e das férias dos empregados, considerando o período contínuo de trabalho, sem a dedução do período no qual os empregados estão ou estavam sob as medidas previstas nos incisos II e III do caput do caput do art. 3º da Lei 14.020/2020.”

“Com este cenário, fica cada vez mais claro que as negociações coletivas são mais vantajosas para os trabalhadores do que a negociação individual, e são mais seguras, no sentido jurídico, inclusive, para as empresas.“ diz advogado do sindicato Dr º Claudio Alves de Araújo

Atenção

O Presidente do SINTTEASP, Alexandre Almeida, vem encaminhar às Empresas de Transporte Escolar o ofício em anexo, para juntos encontrarmos uma solução para os problemas referentes ao vírus COVID-19.

Ver Ofício



Sindicato de autoescolas faz manifestação no centro de São Paulo

12/04/2013

Sintraadete exige segurança às crianças transportadas pelo transporte escolar público


Na manhã de quinta-feira, 11 de Abril de 2013, o Sindicato dos Trabalhadores e Instrutores em Autoescola de Guarulhos (Sintraadete) realizou manifestação no centro de São Paulo em prol da segurança no transporte escolar de milhares de crianças que estudam na rede pública de ensino.

De acordo com denúncias do sindicato feitas à Fundação do Desenvolvimento da Educação (FDE), órgão do governo do estado responsável pelos editais e contratação das empresas que realizam o transporte escolar na Grande São Paulo, as vans não possuem condições de transportar as crianças.

Segundo o presidente do sindicato e diretor da Contracs, Alexandre Gerolamo de Almeida, foi encontrado garrafas de cervejas nas vans de transporte além de faltar itens de segurança como cinto de segurança e formação aos motoristas e monitores.

Em manifestação em frente à FDE, uma comissão foi recebida para atender às demandas e reivindicações do sindicato. “A gente está fazendo a leitura de que é necessário voltar com a [empresa] Benfica, mas o [departamento] jurídico precisa ver como irá fazer isso.” afirmou o funcionário público do órgão que recebeu a comissão, Antonio Henrique Filho. Segundo a FDE, esta semana um acórdão decidiu que a FDE deve rescindir o contrato com a empresa Bonauto, que hoje atua no transporte público escolar.

Embora a FDE saiba da decisão judicial sobre a rescisão de contrato, ainda aguarda receber a ordem judicial com a decisão para que possa tomar as previdências cabíveis. Já o Sintraadete aguarda a solução definitiva do problema.

“A FDE fiz que tem que ter cuidado aqui e cuidado ali para terminar o contrato com a Bonauto, mas a gente não ouve que tem que ter cuidado aqui e cuidado ali para transportar nossas crianças.” declarou Alexandre após a reunião, que ainda solicitou a renúncia do presidente da FDE caso o contrato com a Bonauto não seja suspenso imediatamente.

O secretário geral da Contracs, Djalma Sutero da Silva também esteve presente na manifestação dando o apoio necessário à categoria.